home
empresa
conceito
portifólio
NewTv no ar
entrevistas
blog
fale conosco



under construction voltar


Ericsson investe em conteúdo mobile

23/12/2005

TV no celular passa a ser encarada com mais proximidade pela organização


Marcelo Godoy
Daniel Reis



A última entrevista de 2005 foi realizada com o diretor de Serviços Gerenciados da Ericsson, Múcio Flávio. A Ericsson é uma das maiores empresas de telecomunicação do mundo, presente em mais de 140 países, o Brasil é a 4ª principal base de produção dessa organização.

Múcio Flávio, enfatizou a importância da telefonia móvel e de seus novos aplicativos multimídia, donos um potencial de “comunicação inigualável”. Destacou por exemplo que com a conquista da interoperabilidade, um canal aberto de troca de mensagens multimídia entre as operadoras, o mercado será desafiado a fazer é criar aplicativos diferentes, que estimulem o consumo.

“Nós hoje somos o maior usuário de orkut no mundo, o público que utiliza orkut é um público jovem e tem celular”, diz Múcio Flávio.

E isso é um desafio também para a Ericsson, que segundo o entrevistado começa 2006 com o compromisso ainda maior de compreender o que o usuário final quer.

"Mobile TV é uma coisa que estamos olhando muito de perto. O mercado de música, distribuição de música, e qualquer boa novidade que a gente vá tendo lá fora, iremos trazer aqui para dentro”, afirma o diretor de serviços gerenciados.

-newTV – A Ericsson, apesar de ser uma empresa moderna, precisaria ter uma imagem mais jovem ?

-Múcio Flávio -
Isso é uma coisa engraçada, nós somos sérios demais. Nós temos iniciativas para 2006, ficar mais perto do usuário final, de estarmos entendendo ele. Nós temos uma imagem séria, até pela origem, uma empresa Sueca. Eu posso garantir que internamente não é não. E a gente vai mudar isso agora mostrando para o mercado.

-newTV – Na área de produção de conteúdo local, se por exemplo, tiver um produtor de conteúdo nos assistindo aqui, ele pode entrar em contato com vocês ?

-Múcio-
Tem todo um processo. Nós temos uma unidade que só cuida de homologar os parceiros. A gente não pretende fazer investimentos diretos, mas fomentar o conteúdo. Mas dar condições para o desenvolvedor criativo poder distribuí-lo. Temos parceria com o mundo inteiro para fazer isso aí. A gente traz o parceiro, a gente discute com ele qualidade, homologa o parceiro. Ai sim ele passa a fazer parte do nosso grupo.

Uma vez que alguém demande esses serviços a gente pode colocar em contato direto com esses parceiros. Eventualmente a gente pode usar esse parceiro no nosso centro de distribuição de conteúdo pelo mundo. Em São Paulo nós temos um centro de distribuição, ele é focado para a América Latina, e a gente pode usar esse conteúdo lá [em todos os demais países] se ele tiver apelo ou colocar o nosso parceiro em contato direto com quem queira o conteúdo.

-newTV – Já tem alguma iniciativa brasileira sendo exportada?

-Múcio-
Tem sim. Eu não tenho essas referências claras para colocar aqui. Nós estamos entrando numa próxima etapa, que é combinar os parceiros para combinar um pacote que seja atrativo para as operadoras.

-newTV – O mercado brasileiro divulgou recentemente a interoperabilidade entre todas as 8 operadoras, ou seja, se eu sou da Claro, Oi, Vivo,Tim,Brt, CTBC, Amazônia ou Telemig eu consigo te mandar um MMS e você vai receber, independente de qual for a sua operadora.. O que ira acontecer com o mercado de mensagem multimídia a partir desse momento?

-Múcio-
Essa era uma grande amarra na questão do MMS no Brasil, que era a questão da interoperabilidade. Eu acho que tem um potencial de crescer bastante, vai depender também de criarmos soluções para o uso do MMS. A idéia de tirar fotos, é feita de uma forma ou de outra. Nós estamos falando agora de outras coisas que venham a competir com o MMS, que são o blogs, mobile blogs etc.

Vão aparecer outras coisas. Eu vi uma idéia interessantíssima outro dia. Eles criaram um álbum de figurinhas em que você acessa o álbum de figurinhas e posta ela para você poder olhar ela depois no seu álbum. Precisam a parecer soluções que também viabilizem o uso do MMS.

-newTV – essa cultura de exibicionismo, de tirar foto, de aparecer, de ter fotologs, moblogs tem um potencial enorme de crescimento .

-Múcio-
Um potencial enorme. Nós hoje somos o maior usuário de orkut no mundo. Expandindo isso para um modelo celular, o público que utiliza orkut é um público jovem e é um público que tem acesso ao celular.

-newTV – Você têm a intenção de criar um moblog da Ericsson?

-Múcio-
Não. A gente pode até trabalhar fornecendo para algumas operadoras ou para um grupo específico. É uma solução que a gente coloca disponível, mas não que a gente vá usar.
A solução para mobile blog nós já temos. Para as operadoras especificamente, que esse é um mercado que a gente coloca para elas e elas acabam distribuindo.

-newTV – Tem alguma novidade que vocês pretendem trazer para o Brasil em breve ?

-Múcio-
Tem, mas eu prefiro não antecipar ainda. Tem aplicações que estão indo muito bem na região da Ásia, que tem se mostrado como o grande celeiro para aplicações móveis. Se passar bem naquele mercado teoricamente passa bem em outros mercados, principalmente latinos.

Links

http://www.ericsson.com.br/imprensa/index.asp?cdn=210
http://www.ericsson.com.br/imprensa/index.asp?cdn=211
http://www.ericsson.com.br/imprensa/index.asp?cdn=208
http://www.ericsson.com.br/imprensa/index.asp?cdn=214

Fonte: Redação






Guest